O CREFITO-7, por meio de sua Câmara Técnica de Cuidados Paliativos e Oncologia, vem demonstrar sua indignação diante das declarações equivocadas, proferidas pelo Senador Otto Alencar na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, no dia 22 de setembro de 2021, a respeito da finalidade dos Cuidados Paliativos.
Em evidente desinformação, o Senador compara Cuidados Paliativos à Eutanásia, e, desmedidamente, vai além ao dizer que: “os Cuidados Paliativos são uma violência contra a vida das pessoas”, revelando total falta de conhecimento técnico sobre o conceito e os objetivos dos Cuidados Paliativos.

Segundo a definição da Organização Mundial de Saúde – OMS: “Cuidado Paliativo é uma abordagem que promove a qualidade de vida de pacientes e seus familiares, que enfrentam doenças que ameacem a continuidade da vida, através da prevenção e alívio do sofrimento. Requer a identificação precoce, avaliação e tratamento da dor e outros problemas de natureza física, psicossocial e espiritual”.

São Princípios dos Cuidados Paliativos que se contrapõem à fala do Senador:

● Afirmar a vida e considerar a morte como um processo normal da vida.
● Não acelerar, nem adiar a morte.
● Oferecer um sistema de suporte que possibilite o paciente viver tão ativamente quanto possível, até o momento da sua morte.
● Melhorar a qualidade de vida e influenciar positivamente o curso da doença.

Entende-se que os Cuidados Paliativos atuam numa abordagem multiprofissional para focar as necessidades dos pacientes e seus familiares. Nessa perspectiva, se reconhece a Fisioterapia e a Terapia Ocupacional como categorias indispensáveis para a promoção da qualidade de vida dos pacientes que estão sob sua assistência.

Em vista do exposto, a Câmara Técnica deste Conselho lamenta a desinformação trazida pelo Senador Otto Alencar e se coloca à disposição para esclarecimentos sobre os benefícios da assistência em Cuidados Paliativos.

Sumário