Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

MOVIMENTO É VIDA! FISIOTERAPEUTAS DO CREFITO-7 RECOMENDAM CAUTELA NOS ESPORTES DE VERÃO – Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Ano novo, corpo novo! Não é bem assim: a pressa, velha inimiga da perfeição, pode gerar grandes riscos quando a atleta e o atleta de final de semana, ou mesmo o profissional, tentam adquirir tônus rijo e contornos admiráveis rapidamente.

O assunto tem preocupado os profissionais filiados ao Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 7ª. Região – Bahia (Crefito-7) a cada verão, porque as lesões e comorbidades estão à espreita, como uma sombra, formada sob a luz do sol forte.

Campeão brasileiro pelo Vitória, o fisioterapeuta Fernando Neto, alerta para as entorses de tornozelo, nos casos de quem pratica corrida de rua, uma modalidade com crescente número de adeptos em Salvador.

-Um bom aquecimento, despertando a musculatura devargazinho, é aconselhável, além de observarmos com atenção as irregularidades do piso”, avisa o fisioterapeuta do Crefito 7, também integrante da seleção brasileira sub-20 de futebol.

Segundo Fernando Neto, um dos novos esportes em expansão na cidade, o “beach tênis”, tem atraído seguidores, como se verifica nas quadras privadas, exemplos do Bahiano de Tênis e do Costa Verde.

A atualização dos conhecimentos, peculiar aos profissionais de fisioterapia, é qualificada por Fernando Neto como “necessária”, estendendo as consultas a quem curte exercitar-se na longa extensão de litoral, de Itapagipe a Stella.

No caso dos esportes à beira-mar, desde o bom babinha ao futevôlei, o problema é a fadiga muscular, produzindo desgastes no joelho – e o perigo iminente da visita involuntária às clínicas de ortopedia.

Fernando Neto recomenda o fortalecimento muscular aliado às atividades aeróbicas, seguindo o tempo orientado pela Organização das Nações Unidas : 75 a 100 minutos por semana para atividades intensas; 150 a 300, moderadas.

CONTROLE DE CARGA

Já o especialista em fisioterapia esportiva pela Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (Sonafe) e integrante da comissão técnica da seleção brasileira de Taekwondo, Álisson Bomfim, alerta para o contexto de excessos das boas festas.

-Verão! É a época mais esperada do ano pela grande maioria das pessoas. Época que reúne férias escolares, recessos, festas, confraternizações entre outras celebrações”, acentua o fisioterapeuta.

Segundo Álisson, neste período também se observa o súbito aumento de público e praticantes em diversos espaços como praias, parques, academias e piscinas.

A busca ao “corpo perfeito” ou do “projeto verão” exige uma rapidez, beirando ao exagero, forçando dietas restritivas, entre outras escolhas, levando a resultados não desejados, como os das lesões.

Estiramentos, torções, traumas e escoriações estão entre os diagnósticos possíveis, mas o “recovery”, ou recuperação, em português, é o método indicado por Álisson Bomfim para evitar interromper as delícias da alta estação.

O fisioterapeuta recomenda, como uma das principais condutas adotadas e comprovadas cientificamente, o sono, por favorecer o repouso, além da hidratação, ambas as táticas praticadas também por profissionais.

Outro bom conselho de Álisson Bomfim é o controle de carga, conforme avaliado pelos fisioterapeutas, ao considerar a capacidade de cada pessoa e a demanda conforme a atividade esportiva.

Deve-se levar em conta, acrescenta o mestre de taekwondo, as variáveis externas como tempo, frequência, volume e o local da prática, se gramado, campo sintético, areia, asfalto e passeio ou calçada, entre outros.

Antes de começar a malhação, ensina Álisson Bomfim, “é preciso avaliar a capacidade de quanto o indivíduo e seu corpo estão preparados para suportar aquela tarefa por ele proposta”

Para quem quer ampliar os conhecimentos confiáveis sobre a atividade física, nesta época ou em outra qualquer, e aprecia os recursos da internet, os fisioterapeutas recomendam acessar o site sonafe.org.br

 

Sumário